Início > Aventuras Galácticas, Expansões, Notícias > Primeiras criticas do Aventuras Galácticas

Primeiras criticas do Aventuras Galácticas


O Site Kotaku testou a expansão Aventuras Galácticas, e junto com ela, deu alguns altos e baixos sobre ela. Você pode ver as primeiras criticas sobre a expansão também. Podemos ver, que a expansão não deve ser uma revolução, e sim, algo que só deve ser adquirido mesmo por nós, viciados fãs do Spore.

No entanto, a review também mostra que o Editor realmente será muito poderoso, e as missões terão possibilidades infinitas. Confira.

Seja como essa expansão for efetiva, ela não muda absolutamente nada sobre a engine principal do jogo. A expansão não aborta todos os aspectos críticos do jogo, e você não vai fazer nada particularmente novo no Estágio Espacial, e nem vai mudar nem um pouco o seu modo de joga-ló. Isso não significa que é uma expansão ruim, mais, é uma expansão que só deve agradar os fãs do jogo.

Você joga as missões do mesmo jeito que você joga o Estágio Criatura, a parti de uma visão de trás de sua criatura. No entanto, muitas vezes um monte de coisas atrapalha sua visão, como estruturas, árvores, veículos, etc. Esse tipo de problema torna o controle do personagem principal mais difícil, e não é como em um jogo de aventura, principalmente se você estiver jogando em uma missão com uma cidade com muitas estruturas.

Todas as missões podem possui itens. Você pode criar o seus próprios itens ou escolher entre uma ampla variação que a Maxis vez para você, e em seguida, arrasta-los e solta-lós em sua aventura. Depois disso, você pode optar em definir o comportamento de quase todas as coisas. Por exemplo, no ato 1, você pode colocar vários veículos escondidos em uma cidade. E então, no ato 2, você pode fazer com que eles apareçam, de modo que quando o jogador concluir o ato 1, os carros aparecem e vão até ele. Você também pode disfarçar objetos em outras coisas, como colocar uma mina disfarçada de um bolo.

O Editor de planetas foi muito pedido para a versão Final do Spore, é eu estou feliz que a Maxis tenha incluído ele nessa expansão. Você não pode realmente mudar o tamanho de um planeta, mas você pode personalizar as cores, o clima, a água, e criar algumas formações climáticas que você nunca viu antes.

Clique aqui para continuar a ler a preview, em Inglês.
Resumo traduzido pela SporeModding. Dê os créditos.

Fonte: Kotaku e Sporedum

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: